Associação Japonesa de Santos – Bunkyonet

Alcides Tadaki Sekitani (2013-2014)

Nascido em 14 de junho de 1947 na cidade de Vera Cruz (SP), Alcides Tadaki Sekitani foi o 10º presidente da história da Associação Japonesa de Santos. Filho caçula de imigrantes da província de Ehime (Shikoku), se formou em Engenharia Naval pela Universidade de São Paulo (USP). É casado com Olga Mitsiko Tanaka Sekitani, tem três filhos e três netos.

Alcides trabalhou durante quase 37 anos na filial brasileira de uma sociedade inglesa classificadora de navios, a Lloyd’s Register, onde alcançou diversos cargos de liderança. Se aposentou em agosto de 2010, quando ocupava o cargo de Santos Office Manager com status de Principal Surveyor e ISM & ISPS Lead Auditor.

Em agosto de 2007, Alcides ingressou na Associação Japonesa de Santos. Desde então dedicou parte de seu tempo livre à colaborar em vários eventos socioculturais da entidade. Também colaborou com a preparação final da sede da entidade para sua reinauguração, feita em 2008 pelo Príncipe Herdeiro Naruhito durante as comemorações do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil.

Em 2011, já aposentado, foi nomeado Diretor Social na gestão do então presidente Sergio Norifumi Doi. No ano seguinte, foi indicado para sucedê-lo na liderança da Associação Japonesa de Santos.

O início da gestão de Alcides Tadaki Sekitani foi impactado pelo falecimento do ex-presidente Hiroshi Endo, que ocupava a presidência do Conselho Deliberativo em sua gestão. A perda de uma das principais lideranças da comunidade nipo-brasileira na região exigiu da entidade uma dedicação ainda maior na continuidade do relacionamento da entidade com as autoridades japonesas, desenvolvidos pelo ex-presidente Endo e essenciais na reocupação da sede social da entidade.

Durante o período em que esteve na presidência, Alcides Tadaki Sekitani adotou um novo modelo de gestão compartilhado. Criou o Departamento de Jovens (seinenbu), com status de Diretoria Adjunta, permitindo aos jovens participar das decisões da entidade e desenvolver suas próprias atividades. Também procurou desenvolver uma melhor integração de professores e alunos da Escola de Língua Japonesa da entidade com a Associação como um todo.

Uma das principais realizações de sua gestão nos eventos foi o aprimoramento do Festival da Cultura Japonesa de Santos, que passou a ser conhecido também como Santos Matsuri. Em 2013, o evento teve como novidade o patrocínio do governo estadual e alcançou 4.000 visitantes em dois dias de atividades na sede da entidade. No ano seguinte, o evento foi realizado pela primeira vez em praça pública, com público de aproximadamente 2.000 pessoas.

A entidade também recebeu diversas visitas no período, como os pesquisadores da JAMSTEC (Japan Agency for Marine-Earth Sciency and Technology, órgão do Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia do Japão), a multi-instrumentista japonesa Yuki Isami (membro da orquestra de Câmara de Montreal, Canada), e autoridades políticas e diplomáticas do Japão, como o embaixador do Japão no Brasil e o prefeito da cidade de Naha.

Além disso, a Associação Japonesa de Santos participou da preparação da primeira estagiária da Prefeitura de Santos na cidade de Nagasaki, inaugurando o intercâmbio entre as prefeituras das duas cidades. Nos eventos internos, a entidade resgatou o processo de preparação de motis (motitsuki) nas confraternizações de fim de ano (bonenkai).

Houve também continuidade nos programas de voluntariado da JICA na Escola de Língua Japonesa, nas obras de melhorias da infraestrutura da sede, dos eventos tradicionais como o Undokai e dia do Yakissoba na Associação, e a reformulação do website oficial da entidade para uma versão mais moderna.

Busca

Apoio

  • JICA
  • Bunkyo